Você Sabia?

Você Sabia?

10 alimentos tóxicos que podem fazer mal a você

Muitas vezes consideramos vegetais, sementes e frutos do mar crus como as opções mais saudáveis, ​​porque contêm muitas vitaminas e ácidos graxos ômega-3. O que não sabemos é que alguns desses alimentos também contêm toxinas que podem ser potencialmente mortais. Dê uma olhada na lista que fizemos para que você cheque quantos desses pontos você não sabia.

1. Mandioca

Também conhecido como aipim ou macaxeira, a mandioca é um dos principais alimentos básicos no mundo em desenvolvimento, proporcionando uma dieta básica para mais de meio bilhão de pessoas. Mas esteja ciente de que a preparação inadequada de mandioca pode deixar resíduo de cianeto suficiente para causar intoxicação aguda por cianeto, paralisia parcial ou mesmo morte.

2. Camarão

Os camarões são cultivados em criadouros, e isso é um fato. Para evitar a propagação de infecções, doenças e parasitas, os criadores injetam a alimentação dos animais com antibióticos e enchem as águas com pesticidas e fungicidas. Grandes quantidades de aditivos químicos, incluindo cloro, também são adicionados a este coquetel destrutivo para manter a superpopulação.

3. Batata

Não entre em pânico! Em geral, a batata é um vegetal completamente seguro. No entanto, se você deixar batatas em condições excessivamente úmidas ou de claridade ou deixá-las guardadas por muito tempo, elas começarão a brotar. E esses brotos realmente contêm compostos tóxicos conhecidos como glicoalcaloides. Mesmo se você cortar os brotos, você deve jogar fora todo o tubérculo, já que o veneno pode estar na batata em si se muito tempo tiver passado.

4. Amêndoas

As variedades amargas destas sementes (não nozes) contêm maiores quantidades de cianeto do que as amêndoas doces. O extrato de amêndoa amarga já foi usado medicinalmente, mas mesmo em pequenas doses os efeitos são graves ou letais, especialmente em crianças; o cianeto deve ser removido antes do consumo. É por isso que todas as amêndoas comercialmente cultivadas e vendidas como alimento são da variedade doce.

5. Broto de bambu

Os brotos de bambu são usados ​​em vários pratos e caldos asiáticos. Nós não pensamos que você com bambu fresco com muita frequência, mas queremos que você saiba que os brotos de bambu em estado bruto contém glicosídeos cianogênicos, as mesmas toxinas contidas na mandioca. Estas toxinas devem ser destruídas por cozimento completo, e, por esta razão, os brotos de bambu frescos são frequentemente fervidos antes de serem usados ​​de outras maneiras.

6. Cogumelos

O ato de coletar cogumelos é conhecido como caça ao cogumelo ou simplesmente “cogumelar” (no inglês). Não soa fofo? Mas esteja ciente de que não existe um único traço pelo qual todos os cogumelos tóxicos podem ser identificados nem um pelo qual todos os cogumelos comestíveis podem ser identificados. Além disso, devido à propensão dos cogumelos para absorver metais pesados, incluindo aqueles que são radioativos, os cogumelos europeus podem, até à data, incluir toxicidade do desastre de Chernobyl de 1986. Também recomendamos não escolhê-los ao longo de estradas ou perto de fábricas.

7. Comida com mofo

O mofo são geralmente visíveis, mas as toxinas produzidas por mofos e outros fungos – micotoxinas – são invisíveis e podem penetrar nos alimentos. Então, é melhor não cortar a parte mofada, mas jogar toda a peça. Queijos especiais como brie ou azul dinamarquês são seguros para comer porque o mofo foi introduzido deliberadamente. No entanto, se o mofo crescer onde não é para crescer, não se deve comer.

8. Ruibarbo

Embora o ruibarbo seja frequentemente vendido com folhas, seus talos são a única parte comestível. Uma vez, durante a Primeira Guerra Mundial, as folhas foram erroneamente recomendadas como fonte de alimento na Grã-Bretanha, o que levou as pessoas a serem envenenadas. Cozinhar as folhas com bicarbonato pode torná-las ainda mais venenosas, iniciando a reação entre o bicarbonato e os ácidos.

9. Fugu

Pratos de baiacu são alguns dos mais famosos e infames pratos da cozinha japonesa. O baiacu deve ser cuidadosamente preparado para remover as partes tóxicas e evitar a contaminação da carne. Portanto, os chefs passam por 3 anos de treinamento e têm que obter uma licença especial para poder servi-lo.

10. Feijão

Os feijões crus contêm uma toxina insípida nociva, a lectina, que deve ser removida pelo cozimento. Os feijões vermelhos e roxos são particularmente tóxicos, mas outros tipos também representam riscos de intoxicação alimentar. Má notícia para aqueles que preferem cozinhar lentamente: cozinhar feijão sem fervê-los pode não destruir as toxinas. Recomendamos ferver por pelo menos 10 minutos, já que os feijões pouco cozidos podem ser ainda mais tóxicos que os crus.

Existem várias dicas úteis aqui para ajudá-lo a reduzir o risco de intoxicação. Não presuma que, se algo é “natural”, significa automaticamente que é seguro. Sempre prepare e cozinhe seus alimentos corretamente. E o mais importante é compartilhar essas informações e acrescentar os seus pontos nos comentários para que possamos incluí-los na próxima vez!

Fonte:

BBC, Terra

CONTINUAR LENDO

Posts relacionados