Você Sabia?

Você Sabia?

12 locais abandonados onde a vida já floresceu

No mundo moderno, tudo acontece muito rapidamente: algumas cidades estão crescendo e se desenvolvendo a um ritmo recorde, e outras estão sendo abandonadas e ficando vazias rapidamente. Coletamos fotos de lugares abandonados por vários motivos e circunstâncias.

12. Argentiera, Itália

Argentiera é uma antiga cidade mineradora. Seu nome vem da palavra “argento“, que significa “prata”. A mineração de prata surgiu pela primeira vez durante as eras romanas e fenícias. Os anos 1940 foram o período mais próspero de Argentiera. Foi seguido pelo declínio e as minas foram fechadas de vez em 1963.

11. Varosha, Chipre

Este bairro da cidade de Famagusta era um destino turístico popular antes da invasão do Chipre pelos turcos, em 1974. A razão pela qual Varosha ainda é uma cidade fantasma é a Resolução 550 do Conselho de Segurança da ONU, adotada em 1984. Ela considera “tentativas de se estabelecer em qualquer parte de Varosha por pessoas que não sejam seus habitantes inadmissível”.

10. Quinta da Regaleira, Portugal

O Poço da Iniciação está localizado no estado de Quinta da Regaleira, onde uma pessoa pode ver uma variedade de excentricidades arquitetônicas. De acordo com a lenda, os nove andares do poço simbolizam os nove círculos do inferno. Antes, acreditava-se que esse lugar era usado para cerimônias religiosas da Maçonaria.

9. Grytviken, Geórgia do Sul e Ilhas Sandwich do Sul

Grytviken é o centro administrativo de um território ultramarino britânico. Em 1904, a primeira estação baleeira da Antártida foi construída aqui. A igreja da estação abandonada é o único prédio que retém seu propósito original. O casamento mais recente registrado nessa igreja foi em 18 de novembro de 2009. 

8. Oradour-sur-Glane, France

Em junho de 1944, um regimento da alemã Waffen-SS destruiu a vila Oradour-sur-Glane. Como resultado do ataque, 642 moradores foram mortos. Depois da guerra, o presidente francês anunciou que a vila nunca deveria reconstruída e permaneceria uma lembrança da crueldade da ocupação nazista.

7. Cabo Romano, USA

Uma casa consistindo de vários domos foi construída em 1980. Após um período, o solo arenoso embaixo começou a se mover. Em 2005, o novo proprietário planejou renovar a casa, mas não pode devido a uma nova resolução das autoridades da ilha. Ninguém vive na casa agora, e ela continua a caminhar para o oceano. 

6. Plymouth, Montserrat

Em julho de 1995, depois de uma série de erupções no vulcão das colinas Soufrière, lava e cinzas cobriram uma grande área da parte sul de Montserrat — incluindo Plymouth. Em agosto de 1995, In August 1995, ash fell on Plymouth, which was inhabited by 4,000 people, and the inhabitants were evacuated in December.

5. Spinalonga, Grécia

Spinalonga é uma ilha grega localizada na parte leste de Creta. Em 1669, Creta foi capturada pelo Império Otomano. Para expulsar os turcos, os gregos reuniram todos os leprosos os enviaram para a ilha. Temendo infecção, os turcos deixaram a ilha. Até hoje, o ponto turístico mais visitado da ilha é os restos do antes inexpugnável forte.

4. Spreepark, Alemanha

O parque de diversões de Spreepark foi aberto em 1969 em Berlim e funcionou com sucesso até 1989. Então foi comprado pela empresa Spreepark Berlin GmbH. Foi descoberto depois que os ativos do fundador eram duvidosos, e o parque estava atolado em milhões de dólares em dívidas. Em 2001, Spreepark faliu e finalmente ficou vazio.

3. Agdam, República de Nagorno-Karabakh / Azerbaijão

Agdam é um assentamento na parte sudoesta do Azerbaijão. Durante a guerra de Nagorno-Karabakh War, em 1993, foi bombardeada. De acordo com a Human Rights Watch, tendo sido capturada, Agdam foi saqueada e incendiada, o que eles alegam ter sido um plano organizado pelas autoridade de Karabakh.

2. Hashima, Japão

Hashima é uma ilha no mar leste da China, conhecida por suas vias de minas de carvão alcançando 600 metros de profundidade. Nos anos 1940, a Mitsubishi Corporation usou trabalho forçado chinês e coreano ali. Por muitos anos, a ilha de 6,3 hectares (16 acres) foi o lugar mais populoso da Terra: sua densidade populacional era de 835 pessoas por hectare. Em 1974, todas as minas foram fechadas e a ilha foi abandonada.

1. Pripyat, Ucrânia

Pripyat foi fundada em 1970 como uma cidade fechada para servir a Usina Nuclear de Chernobyl nas proximidades. Depois do desastre de Chernobyl em abril de 1986, a cidade foi evacuada e está abandonada desde então. Os níveis de radiação caíram e Pripyat é agora considerada relativamente segura para visitar. Vários turistas ilegais deixar grafites assustadores lá.

CONTINUAR LENDO

Posts relacionados