Você Sabia?

Você Sabia?

6 mitos nos quais é vergonhoso acreditar

Os cientistas gastaram muito tempo e esforço tentando expor esses mitos. No entanto, a mídia e os filmes continuam a popularizá-los. Escolhemos 6 dos mitos mais famosos para quebrar completamente.

Mito № 6: o HIV não existe.

O HIV (vírus da imunodeficiência humana) refere-se a retrovírus especiais que existem em grandes quantidades e variedades. Muitos animais têm esses retrovírus e o HIV é o primeiro vírus que foi detectado em seres humanos. Por falar nisso, o Prêmio Nobel foi concedido pela descrição e descoberta do HIV.

Mito № 5: Nosso cérebro usa apenas 10% de sua capacidade. Ou 5%.

Mito № 4: Os produtos que contêm transgênicos são perigosos.

Todas as plantas transgênicas passam por experiências de biossegurança, como a interação com o meio ambiente e o impacto na saúde humana. O melhor genótipo é escolhido a partir de mil possibilidades. Você pode chamar isso de “seleção artificial”.

Mito № 3: O aquecimento global é um conto de fadas.

Desde 1905, a temperatura média em nosso planeta aumentou 0,86 °C, o que é uma mudança significativa. Se a quantidade de emissões de gases com efeito de estufa não diminuir, a temperatura pode aumentar em 2 °C até 2040 e em 4 ou 5 °C até 2100. E isso irá mudar o sistema climático da Terra.

Mito № 2: você fica mais seco se você correr na chuva.

O mito diz que se você estiver preso em chuva forte sem guarda-chuva, você deve correr porque você vai sair da chuva mais rápido e também encontrar menos pingos de chuva. No entanto, um experimento recente provou que a caminhada realmente o mantém muito mais seco. O experimento foi realizado tanto com e sem vento com a mesma quantidade de tempo dada. Em ambos os casos, a opção de caminhar manteve os participantes mais secos.

De qualquer forma, para não ter que verificar você mesmo, lembre-se sempre de levar um guarda-chuva.

Mito № 1: a etnia reside nos genes.

A etnia (ou a identidade étnica) não vem do seu DNA  – é mais um conceito social do que cultural. Os tempos em que a etnia foi considerada um conceito biológico estão no passado. A etnicidade, assim como a linguagem, não é um sinal inato, e as pessoas ganham (ou não ganham) enquanto se comunicam com os outros. Duas irmãs, por exemplo, possuem um conjunto semelhante de genes, mas manifestam-se de maneiras diferentes.

CONTINUAR LENDO

Posts relacionados