Você Sabia?

10 animais longevos que vivem no nosso planeta por séculos

No mundo humano, se você chegar até 90 anos ou mais, você é considerado como tendo uma longevidade notável. Mas, no mundo animal, 90 anos ainda é considerada a idade de um bebê. Algumas dessas criaturas existem há tanto tempo que hoje em dia são consideradas fósseis vivos, já que os dinossauros são seus parentes diretos. Encorajamos você a dar uma olhada em alguns animais longevos que estão na Terra há muito mais tempo que a espécie humana, e algumas delas nasceram quando a Era dos Descobrimentos não tinha sequer começado. E há um bônus surpreendente esperando por você no final do artigo!

1. Geoduck, 168 anos

O geoduck (ou amêijoa-gigante) é um grande molusco nativo da costa oeste da América do Norte. Tem uma concha pequena em comparação com a parte macia do seu corpo, por isso não pode esconder-se dentro dela. Geoducks são altamente produtivos; suas fêmeas produzem mais de cinco bilhões de ovos ao longo de suas vidas. E não é surpresa considerando o fato de que o mais antigo geoduck foi registrado tendo vivido até os 168 anos de idade.

2. Um ouriço-do-mar vermelho, com cerca de 200 anos

O ouriço-do-mar vermelho só pode ser encontrado no Oceano Pacífico. Ele vive em costas rochosas e fica fora de áreas extremamente onduladas. Os corpos dessas espécies são completamente cobertos por espinhos afiados que os ajudam a se proteger enquanto rastejam pelo fundo do oceano. Eles envelhecem muito lentamente e, devido a isso, alguns exemplares podem viver por tanto quanto 200 anos.

3. Baleia-da-groenlândia, 211 anos

Embora a baleia-da-groenlândia não seja tão famosa quanto a baleia azul, ela possui algumas características distintas que a tornam uma espécie extraordinária. Primeiro, a baleia-da-groenlândia tem a maior boca entre os animais e, segundo, essas criaturas podem viver mais de 200 anos, o que faz delas o mamífero marinho mais longevo. A mais antiga baleia-da-groenlândia conhecida tinha 211 anos de idade.

4. Peixe koi, 226 anos

Geralmente, peixes koi vivem até 50 anos, mas um deles, um peixe koi chamado Hanako, foi o peixe vivo mais longevo já registrado. Ela morreu com a idade de 226 anos e ainda é um mistério por que um peixe viveria por tanto tempo. A maioria das pessoas aderem à opinião de que o peixe simplesmente desfrutava de sua vida, recebendo o amor e o cuidado de seus donos e a possibilidade de nadar nas águas límpidas das montanhas japonesas.

5. Vermes tubular Lamellibrachia, até 250 anos de idade

As espécies de vermes tubulares encontradas nas profundezas do Golfo do México são capazes de viver até 250 anos. Eles podem atingir comprimentos superiores a 3 metros, mas crescem muito lentamente. Eles também podem formar um habitat biogênico, criando grandes agregações de centenas de milhares de indivíduos.

6. Tartaruga gigante de Aldabra, 255 anos

Tartarugas gigantes são muito famosas por sua incrível longevidade, mas Adwaita, a tartaruga-gigante-de-seychelles, era um animal verdadeiramente único que morreu com a idade de 255 anos. Muitos cientistas a consideram o animal terrestre mais antigo que já viveu.

7. Mexilhões-pérola de água doce, 280 anos de idade

View this post on Instagram

Over the moon that I got to see these today, freshwater pearl mussels! Might not look much to some people but these are a critically endangered species on the IUCN redlist and are one of the most at risk mollusc species on earth! This means that they are even more endangered than the bengal tiger and giant panda just to put that in perspective. Numbers have suffered mostly due to human activities such as poaching for pearls, lack of viable habitat and a reduction in salmonid species which play a role in the reproduction cycle. #freshwaterpearlmussels #conservation #Scotland #nature *disclaimer – this is not my picture, obviously I didn't go in the water or disturb them in any way, just saw from the banks.

A post shared by Jane 💀🔮✨🌙 (@starrychaos) on

Mexilhões-pérola de água doce são espécies de vida longa. Eles crescem extremamente devagar e é por isso que sua vida útil média varia de 86 a 102 anos, mas isso depende muito de fatores ambientais, como a qualidade da água. O mais antigo mexilhão de água doce já encontrado tinha 280 anos de idade.

8. Tubarão-da-groenlândia, 400 anos

View this post on Instagram

📸 Photo credit: Incredible pictures by – @paulnicklen be sure to check them out!! Greenland shark: Squaliformes •Distribution: The distribution of this species is mostly restricted to the waters of the North Atlantic Ocean and Arctic Ocean. •Lifespan: The Greenland shark has the longest known lifespan of all vertebrate species, some living up to 400 years. •Size: Greenland sharks grow to 6.4 m (21 ft), however most Greenland sharks observed have been around 2.44–4.8 m (8.0–15.7 ft) long. •Diet: The Greenland shark is an apex predator and mostly eats fish. It has never been observed hunting. Recorded fish prey have included smaller sharks, skates, eels, herring, capelin, Arctic char, cod, rosefish, sculpins, lumpfish, wolffish, and flounder. •Conservation status: Near threatened. •Dangerous?: Although such a large shark could easily consume a human swimmer, the frigid waters it typically inhabits make the likelihood of attacks on humans very low, and no cases of predation on people have been verified. •Did you know?: Also known as the sleeper shark for its sluggish pace, the Greenland shark is one of the slowest swimming sharks in the world. They average a cruising speed of 0.3 m/s (0.76 mph), but are capable of short bursts of speed. Because of this greenland sharks can go very long without eating. Please comment what marine animals you would like to see on my page in the future 🙂

A post shared by Ocean Life 🐋 (@oasisoceans) on

Olhares intimidadores não são a única coisa com que os tubarões-da-groenlândia podem ameaçar as pessoas – eles também são os vertebrados mais antigos a vagar pela Terra. Eles só atingem a maturidade sexual com a idade de cerca de 150 anos e geralmente vivem por 400 anos.

9. Arcticidae, 507 anos

View this post on Instagram

#LongLifesOfinstagram #LongLifes #OceanQuahog #QuahogsOfinstagram A shell of #Arcticaislandica with the valves separated Kingdom: #AnimaliaSeria Phylum: #MolluscaSeria Class: #BivalviaSeria Order: #VeneroidaSeria Family: #ArcticidaeSeria Genus: #ArcticaSeria Species: #ArcticaislandicaSeria Linnaeus, 1767 The ocean quahog (Arctica islandica) is a species of edible clam, a marine bivalve mollusk in the family Arcticidae. This species is native to the North Atlantic Ocean, and it is harvested commercially as a food source. This species is also known by a number of different common names, including #icelandicCyprine, #MahoganyClam , #MahoganyQuahog, #BlackQuahog, and #BlackClam. The typical Arctica islandica resembles the quahog, but the shell of the ocean quahog is rounder, the periostracum is usually black, and on the interior of the shell, the pallial line has no indentation, or sinus. Unlike the quahog, which lives intertidally and can be collected by clam digging, this species lives subtidally, and can only be collected by dredging. They grow to sizes exceeding 50 mm shell height. An individual specimen was reported to have lived 507 years, making it the longest-lived non-colonial metazoan whose age was accurately known #QuahogsSeria #LongLifesSeria #UzunOmurlulerSeria #OceanQuahogsSeria #LongLifeAnimalsSeria #UzunOmurluHayvanlarSeria #LongLifesSeaAnimalsSeria #UzunOmurluDenizHayvanlariSeria #ArcticanAnimalsSeria #ArcticanSeaAnimalsSeria #ArcticQuahogsSeria #17November2017Seria #17NovemberSeria Friday

A post shared by LONG LIFE (@longlife574) on

O arcticidae é uma espécie de molusco comestível, um molusco bivalve marinho que vive uma vida muito longa adicionando uma camada à sua casca a cada ano. Eles demonstram longevidade excepcional e um grande exemplo disso é Ming, o molusco que viveu por 507 anos, a maior idade relatada entre as espécies não-coloniais.

10. Esponja antártica, 1.550 anos de idade

A maioria dos cientistas acha que a esponja antártica é capaz de viver por séculos devido às temperaturas extremamente baixas do Oceano Antártico e sua lenta taxa de crescimento. Alguns estimam que os espécimes mais antigos conhecidos tenham 1.550 anos de idade.

Bônus: água-viva imortal

Esta água-viva “imortal” pode se regenerar em um momento de crise. Em vez de morrer como todas as outras espécies na Terra, os Turritopsis transformam suas células adultas em células mais jovens e, em seguida, envelhecem em reverso para pólipos. Mas isso não significa que eles não possam morrer. O oceano está cheio de espécies famintas então elas podem ser facilmente mortas por predadores ou morrer por causa de doenças.

Se você tivesse a chance de se transformar em um desses animais longevos, qual seria e por quê? Você acha que espécies mais longevas estão em perigo devido ao enorme impacto da humanidade no planeta? Toda opinião é importante, por isso, deixe-nos saber a sua nos comentários abaixo.

Continuar lendo

Posts relacionados