Você Sabia?

10 cenas improvisadas que tornaram filmes famosos ainda melhores

O mundo do cinema é tão imprevisível quanto a própria vida. Às vezes, as coisas que vemos na tela não foram planejadas com antecedência e nem estavam no roteiro. Atores verdadeiramente talentosos tentam investir uma parte de si mesmos no processo de filmagem: alguns deles tornam as coisas mais dramáticas, alguns as tornam mais engraçadas e outros simplesmente não gostam das falas estritas. É por isso que as improvisações dos atores geralmente deixam os filmes mais animados e divertidos. Decidimos descobrir quais cenas de filmes famosos foram criadas pelos atores e quais deixaram mais brilhantes e memoráveis.

1. 300, 2007

O famoso grito do rei Leonidas “This is Sparta!”, que se tornou um dos memes mais populares da internet, é improvisação do ator Gerard Butler. Há pouco tempo, ele  revelou isso à GQ em uma entrevista. A ideia do diretor era que o personagem de Gerard Butler deveria sussurrar essa frase em silêncio e depois chutar o mensageiro persa no poço. Mas o ator pediu outra tomada. De acordo com suas palavras, ninguém esperava que ele gritasse tão alto, então seus colegas mal conseguiram evitar rir. Mas o diretor amou tanto a cena que decidiu mantê-la no filme.

2. Titanic, 1997

A frase que Jack grita quando está no nariz do Titanic: “Eu sou o rei do mundo!” foi uma ideia de Leonardo DiCaprio que o diretor adorou. Além disso, na cena em que Jack desenha Rose nua, ele cometeu um erro. De acordo com o roteiro, DiCaprio tinha que dizer “Deite na cama”, mas acabou dizendo “Deite na cama… erm… no sofá”. Então, o ator cometeu um erro e se corrigiu rapidamente e o diretor James Cameron decidiu não fazer outra tomada desse episódio. Ele explicou que, dessa maneira, os telespectadores entenderiam o que o jovem estava pensando.

3. Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2, 2011

O episódio de Harry Potter e as Relíquias da Morte, em que Voldemort abraça Draco, como se dissesse “Bem-vindo ao lar”, foi ideia de Ralph Fiennes. No roteiro, o personagem deveria apenas passar, mas Fiennes achou isso muito chato. No final, a cena parecia bastante estranha e desconfortável e isso destacou o fato de que o Lorde das Trevas é absolutamente incapaz de ter bons sentimentos.

4. Os Caçadores da Arca Perdida, 1981

No roteiro, Indiana Jones deveria lutar com o bandido com uma espada e estava planejada uma longa cena de luta. Tudo estava preparado para a filmagem dessa cena épica, mas no dia anterior, o ator Harrison Ford teve intoxicação alimentar e ele não estava bem para uma longa luta. Então, em vez de uma luta de espadas, ele apenas sacou a arma e atirou no cara. Essa parte se tornou icônica.

5. O Poderoso Chefão, 1972

“Deixe a arma, pegue o cannoli” é uma citação do lendário filme Poderoso Chefão e é uma das frases mais populares do filme. A segunda parte desta frase é pura improvisação do ator Richard S. Castellano. Ele deveria apenas dizer “deixe a arma”, mas Castellano acrescentou a parte de cannoli porque se lembrou de uma cena diferente em que sua esposa pede que ele traga para casa essa sobremesa italiana.

A primeira luta em que o personagem de Brad Pitt, Tyler, explica o que é o clube de luta, é uma improvisação parcial de Edward Norton e do diretor David Fincher. No começo, o personagem de Norton deveria bater no ombro de Pitt, mas pouco antes das filmagens, o diretor pediu que ele fizesse algo inesperado. E Edward não teve ideia melhor do que dar um soco em Brad, que não suspeitava. Então, os gritos de Pitt e as desculpas de Norton pareceram muito realistas.

7. Capitão América: O Primeiro Vingador, 2011

A cena impressionante em que o Capitão América consegue seu corpo perfeito também tem um elemento de improvisação. Nesse episódio, a atriz Hayley Atwell não seguiu o roteiro e tocou instintivamente o corpo de Chris Evans. Os criadores decidiram manter essa cena para mostrar o quão atraente era o novo super-herói.

No drama de Steven Spielberg, há um  episódio em que o personagem de Tom Hanks, Capitão Miller, e o Soldado Ryan (interpretado por Matt Damon) compartilham algumas lembranças sobre casa. Então, Damon inventou a história de seu personagem. Seu monólogo sobre seus irmãos e sua juventude foi tão emocionante que foi muito difícil acreditar que essa cena não fazia parte do roteiro original.

9. Star Wars: Os Últimos Jedi, 2017

Os espectadores realmente não gostaram de Star Wars: Os Últimos Jedi, mas houve uma cena que emocionou todo mundo. Na cena, Luke Skywalker diz a sua irmã Leia: “Ninguém nunca foi embora” e a beija na testa. Esse beijo comovente foi ideia de Mark Hammil. O diretor amou tanto essa ideia que decidiu mantê-la no filme. Esse episódio tem ainda mais profundidade devido ao fato de Carrie Fisher, que interpretou Leia, morreu um ano antes do lançamento do filme. Então, de certa forma, vimos um episódio de dois personagens se despedindo.

10. Trapaça, 2013

Em Trapaça, há uma cena muito emocionante em que Jennifer Lawrence, que interpreta a esposa do personagem principal, está discutindo com sua amante interpretada por Amy Adams. A certa altura, a discussão é tão acalorada que Lawrence apenas beija Adams agressivamente e ri. Mais tarde, a atriz Amy Adams disse que essa cena não estava no roteiro em primeiro lugar. Ela acabou inventando e o diretor a apoiou.

Qual a sua opinião sobre improvisação? Você acha que isso melhorou algum desses filmes famosos ou você prefere que os filmes sejam estritamente roteirizados?

Continuar lendo

Posts relacionados