Você Sabia?

11 eventos que não eram verdadeiros em filmes baseados em histórias reais

História 28 março 2018 Postado por:

Para fazer um filme baseado em uma história real, os diretores muitas vezes têm que pesquisar o assunto tão bem que isso leva muitos anos. Mas é bastante comum que os eventos reais sejam mudados, que os personagens mudem para lugares diferentes e que alguns fatos permaneçam não revelados pelos diretores. Encontramos 11 filmes baseados em eventos reais em que os diretores deliberadamente mudaram a realidade.

1. Prenda-me se se for capaz

A história do criminoso genial Frank Abagnale que conseguia falsificar documentos. As melhores mentes do FBI tentavam pegar Frank, mas ele estava sempre um passo à frente.

  • O verdadeiro Frank Abagnale não viu seu pai desde que ele escapou de casa. Steven Spielberg deliberadamente mudou esse fato. O diretor achava importante mostrar essa conexão entre o pai e o filho “quando Frank tentava fazer coisas para deixar seu pai orgulhoso dele”. O verdadeiro Frank adorou essa ideia e apoiou o diretor.
  • Quando Abagnale estava na cadeia, ele conseguiu roubar e forjar seus próprios documentos. Ele fingiu ser um agente secreto do FBI. Isso permitiu que ele ganhasse a confiança do governante da prisão e Abagnale escapou da prisão sob o pretexto de ter que encontrar outro agente do FBI do lado de fora. Spielberg decidiu não incluir esse episódio no filme. Talvez ele não quisesse ferir a imagem do FBI que já estava ruim o suficiente depois do caso de Abagnale.

2. Terminal

O filme é sobre um homem do Leste Europeu, Viktor Navorski, que fica preso no terminal do Aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, quando ele é negado a entrada nos Estados Unidos e não pode retornar ao seu país natal por causa de um golpe militar.

  • O filme é baseado na história de um refugiado iraniano Mehran Karimi Nasseri. Ele foi banido de seu próprio país por seus discursos políticos contra o governo. Os documentos do homem foram roubados no aeroporto de Paris e ele teve que passar 18 anos morando no terminal.
  • Depois que os documentos foram restaurados, Mehran não quis sair do aeroporto. Mas em 2006, ele foi hospitalizado com urgência. Depois que ele recebeu alta do hospital, Mehran morou em um hotel perto do aeroporto e depois comprou um apartamento em Paris. No filme, o personagem conseguiu um visto de um dia nos EUA e a guerra em seu país terminou, então ele voou para casa.

3. Os Intocáveis

Esta é uma comédia dramática sobre a amizade entre Philippe, que está em uma cadeira de rodas, e seu assistente Driss, um ex-presidiário.

O protótipo de Driss era um árabe da Argélia, Abdel Sellou, que teve que deixar seus pais aos 4 anos e se mudar para a França para morar com seus parentes. Quando ele tinha 23 anos, ele encontrou um emprego para cuidar do rico Philippe.

O diretor do filme decidiu não incluir algumas das coisas que Abdel fez na realidade. Por exemplo, quando o sobrinho de Philippe completou 18 anos, Abdel convidou uma stripper para a festa. Phillippe ficou furioso.

Abdel usava a coleção de carros incrivelmente grande de Phillippe e uma vez ele bateu seu Jaguar. Tudo o que resta do carro é a chave.

O próprio Sellou diz que ele não se parece com o cara do filme. Ao contrário de Omar Sy, “ele é um homem durão que dança mal”.

4. Eddie the Eagle

Esta história ensina as pessoas a perseguir seus objetivos, não importa o quê. Eddie Evans é um esquiador britânico. Desde que ele tinha 10 anos de idade, ele sonhava participar dos Jogos Olímpicos de Inverno. Mas muitas pessoas não o compreendiam, o Comitê Olímpico não o apoia, e ele conquistou apenas os últimos lugares em todas as competições.

  • O verdadeiro Eddie Evans é a primeira pessoa da Grã-Bretanha a participar de saltos de esqui nas Olimpíadas de Inverno. Ao contrário do personagem do filme, Eddie tinha alguma experiência: ele fazia saltos sobre carros e ônibus e fazia esqui nas montanhas.
  • Eddie tem uma irmã mais nova a quem doou sua medula óssea para uma cirurgia.
  • Ele passou algum tempo em um hospital psiquiátrico finlandês porque não tinha outro lugar para morar. O hospital foi o local onde ele descobriu que estava qualificado para os Jogos Olímpicos.

5. Sempre ao Seu Lado

Um professor universitário encontra um cachorro Akita Inu fofo em uma estação de trem. O cachorro seguia o dono até a estação todas as manhãs e o encontrava lá todas as noites. Mas uma vez, o professor não retornou.

A história sobre o cachorro fiel Hachi realmente aconteceu no Japão. Um professor de agricultura foi presenteado com um filhote de Akita Inu a quem ele chamou de Hachi, que significa “o oitavo”. O professor já tinha sete cachorros e Hachi era o oitavo.

Há um monumento de Hachi que foi feito quando Hachi estava vivo. Os japoneses ficaram tão comovidos com a história do cachorro que, após sua morte, houve um luto oficial no país. 

6. Dunquerque

Dunquerque é uma comuna francesa. O filme conta a história de como soldados britânicos foram salvos no início da Segunda Guerra Mundial. Os soldados estavam cercados por inimigos na praia de Dunquerque.

  • Dunquerque foi um dos filmes mais importantes de 2017. Mas, embora os criadores tenham tentado torná-lo absolutamente correto historicamente, ainda há alguns erros. Em uma das cenas, um oficial bate continência sem o chapéu, o que é uma violação das regras.
  • No filme, você pode ver muitos soldados franceses e indianos, mas na verdade eram poucos.
  • Dunquerque foi destruída antes do início da operação.

7. Compramos um zoológico

Este filme conta a história de um pai viúvo chamado Benjamin Mee, que compra um zoológico em ruínas com sua família e assume o desafio de preparar o zoológico para sua reabertura ao público. Os amigos e a família de Benjamin ajudam-no nessa tarefa difícil.

  • Para tornar o filme mais atraente para os espectadores ocidentais, a história da família foi transferida de uma pequena cidade no sudoeste da Inglaterra para os EUA.
  • No filme, o filho do personagem principal não pode se acostumar com a vida no zoológico e ele quer se mudar para a cidade. Na realidade, Dylan tinha apenas 6 anos na época e a situação de pai e filho foi inventada pelo diretor.
  • Na vida real, a esposa do personagem principal morreu depois que a família comprou o zoológico e começou a morar lá. E não foi tão fácil comprar o zoológico. O verdadeiro Benjamin passou dois anos tentando fazer isso. A família não tinha experiência em cuidar de animais exóticos.

8. Clube de Compras de Dallas

Este filme vencedor do Oscar foi baseado na história real do eletricista Ron Woodroof, que estava usando medicamentos não-padronizados para combater a AIDS. Ele montou um negócio vendendo os medicamentos para outras pessoas doentes.

  • O personagem do filme é diferente da pessoa real. Woodroof tinha uma esposa, uma filha e uma irmã. Nenhuma delas foi mencionada nos filmes.
  • O próprio Woodroof não era tão rude quanto seu personagem e ele não tinha nenhum conflito sério com outras pessoas.
  • Alguns dos personagens são as imagens coletivas de pessoas que Ron conhecia.

9. Estrelas Além do Tempo

Três mulheres afro-americanas Katherine, Dorothy e Mary fazem cálculos matemáticos para a NASA. As meninas eram discriminadas por motivos raciais e de gênero.

  • Mesmo que não prestemos atenção aos problemas técnicos, como a construção impossível das naves espaciais e os erros de cálculo, ainda há muitas mudanças. Na verdade, o departamento onde as personagens principais trabalhavam foi fechado no final dos anos 50. A estrutura da NASA foi simplificada no filme e o período de tempo foi reduzido.
  • O diretor exagerou a discriminação racial que as personagens tinham que lidar. Na verdade, uma das personagens, Mary, não precisou ir ao tribunal para ter o direito de receber uma educação especial. Na verdade, Mary só precisou de permissão especial do prefeito. Os personagens reais não experimentaram qualquer discriminação racial no trabalho – elas falaram muito sobre isso em suas entrevistas.

10. O Regresso

O experiente caçador Hugh Glass fica gravemente ferido depois de uma briga com um urso. Dois caçadores, John Fitzgerald, Jim Bridger e seu filho Hawk ficam com ele. Fitzgerald mata Hawk e deixa Hugh para morrer na floresta invernal.

  • Mesmo que o filme seja baseado em uma história real, existem alguns erros. Por exemplo, a cena de luta com o urso na verdade aconteceu no verão.
  • Alguns eventos não aconteceram. Não há provas de que Hugh tenha dormido em cadáveres de animais. E o assassinato do filho não é verdade. Glass não teve filhos.
  • A cena da vingança também não é verdadeira. Hugh Glass realmente alcançou John Fitzgerald e Jim Bridger, mas ele perdoou os dois.

Bônus: O Lobo de Wall Street

Jordan Belfort é um bem-sucedido corretor da bolsa. Ele passa muito tempo festejando, bebe muito álcool e usa drogas. Mas a festa sem fim termina quando Jordan chama a atenção do FBI.

Quando o verdadeiro Jordan Belfort foi perguntado se Martin Scorsese havia acrescentado algo que não era verdade sobre a vida do personagem principal, ele disse que o diretor havia até minimizado a realidade. Na verdade, foi muito pior! O que exatamente era pior e quanto, Belfort não disse. E parece que nunca vamos descobrir.

Os diretores deveriam deliberadamente mudar os fatos em filmes baseados em fatos reais? Ou eles deveriam mostrar a história exatamente como aconteceu? Nós gostaríamos de saber sua opinião!

Posts relacionados