Você Sabia?

5 mistérios que passaram despercebidos em famosas pinturas de Leonardo da Vinci

Arte & Design 04 fevereiro 2018 Postado por:

Que outros mistérios esse mestre lendário escondeu em suas obras? Oferecemos a oportunidade de descobrir o maravilhoso mundo do grande artista.

5. Um erro na pintura Salvator Mundi

Se você examinar de perto a pintura, você notará que a esfera na mão de Jesus é transparente. Mas Leonardo, que estudou cuidadosamente as leis da óptica, deveria ter sabido que o fundo atrás da esfera de cristal não pode aparecer dessa maneira. O fundo deve ser ampliado e deve aparecer fora de foco.

4. Um fato surpreendente sobre A Última Ceia

O que poderia unir Jesus e Judas nessa tela? Há uma lenda segundo a qual a mesma pessoa foi modelo para Jesus e Judas. Infelizmente, desconhece-se quem era essa pessoa.

De acordo com a lenda, da Vinci encontrou seu Jesus no coro da igreja onde o último servia como corista. Mais tarde, quando a pintura estava quase terminada, o mestre não conseguiu encontrar ninguém para o papel de Judas e foi quando ele encontrou um homem bêbado deitado em uma vala. Quando da Vinci terminou de pintar a imagem de Judas, o modelo confessou que reconhecia a pintura porque ele posou para ela como Jesus 3 anos antes.

3. Outro fato surpreendente sobre A Última Ceia

Outro detalhe interessante nesta pintura é o saleiro derrubado ao lado de Judas. É possível que isso sustente a crença de que o sal derramado causa problemas, uma vez que a tela retrata o momento em que Jesus diz que um dos reunidos irá trai-lo.

2. Uma revelação recente sobre O Retrato de Isabella d’Este

O Retrato de Isabella d’Este foi recentemente encontrado e, segundo os cientistas, pertence à obra de Leonardo da Vinci. Isso é indicado por um pigmento e uma base idênticos aos usados ​​pelo artista, bem como a própria imagem da mulher que é incrivelmente parecida com Mona Lisa – particularmente o sorriso dela.

1. As várias versões de Dama com Arminho

Dama com Arminho passou por uma nova técnica de varredura e surpreendeu os cientistas com o fato de que nem sempre era um arminho que a pintura representava. Pelo menos duas versões do retrato foram pintadas na mesma tela antes de assumir a forma que conhecemos agora. A primeira versão era sem o arminho e a segunda representava um animal inteiramente diferente.

Qual desses mistérios surpreendeu mais você? Deixe-nos saber nos comentários!

Posts relacionados