Você Sabia?

7 mulheres famosas que vimos nos filmes e como elas eram na vida real

Femmes fatales muitas vezes se tornam as principais personagens dos filmes. Elas hipnotizam os homens com sua beleza, e esses homens, por sua vez, mudam o mundo em nome do amor. Mas, na vida real, as coisas não são tão simples assim. Foi preciso mais do que aparência para tornar essas mulheres famosas e carismáticas. Tinha que haver outra coisa que fez seus nomes entrarem na história. Decidimos descobrir como essas mulheres famosas eram de verdade.

Bonnie Parker

Durante a Grande Depressão nos EUA, um casal de ladrões se tornou mundialmente famoso. Seus nomes eram Bonnie e Clyde. A maneira como a história se passa é que esses dois se conheceram na casa de um amigo em comum. Bonnie Parker era uma garçonete e ela odiava sua vida. Clyde Barrow parecia ser exatamente o cara com quem ela nunca ficaria entediada. Quando Bonnie Parker estava viva, ela foi demonizada. Os jornais não só a chamaram de ladra, mas também de assassina de policiais, apesar de nunca ter sido provado que ela participara de algum dos incidentes.

Em 1967,  foi lançado um filme de Bonnie e Clyde que recebeu dois Oscar e essa famosa criminosa americana foi interpretada por Faye Dunaway.

Lina Cavalieri

Lina Cavalieri foi uma cantora de ópera italiana que começou sua carreira como cantora em restaurantes e terminou em palcos famosos em todo o mundo. Ela foi uma das primeiras modelos fotográficas e os cartões com suas fotos foram vendidos em todas as cidades europeias. Aleksandr Ivanovich Baryatinsky era apaixonado por ela, mas o imperador não permitiu que ele se casasse com ela. Cavalieri foi casada várias vezes depois disso, mas nenhum desses relacionamentos foi feliz.

Gina Lollobrigida retratou a cantora de ópera no filme A Mulher Mais Bela do Mundo.

Ana Bolena

Ana foi a segunda esposa do rei inglês Henrique VIII. Henry já era casado quando viu a jovem Ana. Ele imediatamente se apaixonou por ela e esse amor à primeira vista foi tão forte que ele até conseguiu se divorciar, o que não foi fácil. Ana e Henrique ficaram noivos e então ela mostrou o pior lado de sua personalidade. Ela era espalhafatosa, gastava muito dinheiro e fazia festas extravagantes e abundantes. O rei percebeu isso e seguiu em frente, encontrando outra amante chamada Jane Seymour. Ele, então, condenou Ana Bolena à execução por sua infidelidade.

A triste história da rainha inglesa pode ser vista em A Outra. Ela foi retratada por Natalie Portman.

Wallis Simpson

Na tela / Na vida real

Em 1936, o rei britânico Edward VIII decidiu abdicar do trono apenas para se casar com a atriz estadunidense Wallis Simpson, duas vezes divorciada . Quando eles se conheceram, Edward tinha 36 anos e Wallis era apenas um ano mais jovem. Ela era uma mulher casada quando se conheceram, mas isso não impediu o príncipe de contar sobre seus sentimentos durante o segundo encontro. O relacionamento se desenvolveu rapidamente e o casal não teve medo de caminhar juntos em público.

Após a morte de seu pai, Edward deveria se tornar rei, mas nunca o fez. Seus parentes lhe deram uma escolha: era o amor ou o trono, e ele escolheu o amor. Wallis e Edward viveram juntos até ele morrer de câncer em 1972.

Um filme sobre o amor entre a atriz estadunidense e o monarca britânico foi dirigido por Madonna. No filme W.E., o papel de Wallis Simpson foi retratado por Andrea Riseborough.

Mata Hari

Margaretha Geertruida “Margreet” MacLeod, também conhecida como Mata Hari, era uma dançarina, uma cortesã e… uma espiã. Depois de um casamento infeliz, ela se mudou para Paris. Lá, Mata Hari começou a apresentar danças orientais e logo se tornou uma estrela popular. Muitos homens ricos queriam passar o tempo com Mata Hari, e ela escolheu apenas os mais ricos e os mais influentes.

Durante a Primeira Guerra Mundial, a dançarina, que mantinha o mesmo estilo de vida, viajando entre vários países europeus, foi recrutada pela inteligência alemã. Algum tempo depois, ela se tornou uma informante para os franceses. Na França, ela se entregou rapidamente, foi processada e executada seis meses depois.

Há uma série de TV chamada Mata Hari e o papel principal é retratado por Vahina Giocante.

Rainha Vitória

Durante o reinado da rainha Vitória, a Grã-Bretanha prosperava e as pessoas a amavam por isso, mas também por um motivo diferente. Vitória foi gradualmente diminuindo a influência da monarquia na vida das pessoas comuns e ela foi o exemplo de uma pessoa que foi capaz de viver sem luxo. A rainha era realmente apaixonada pelo marido Albert e ele também a amava. Os cônjuges tiveram nove filhos juntos, que mais tarde se casaram com membros das dinastias reais em toda a Europa.

Há um filme chamado A Jovem Rainha Vitória, em que a rainha foi retratada por Emily Blunt.

Isadora Duncan

Isadora Duncan foi uma dançarina famosa, esposa e musa de Sergei Yesenin. Ela viajou pelos EUA e pela Europa, mas sempre considerou ensinar a sua vocação. Ela foi para o Império Russo em 1921, onde foi oferecida a oportunidade de abrir uma escola de dança e obter ajuda com o financiamento. Este foi o momento em que ela conheceu Yesenin e ele se tornou seu marido. O casamento não durou muito tempo, e, em 1923, o poeta se cansou de viver com a famosa dançarina e decidiu se divorciar dela, já que ele estava acostumado a ser o centro das atenções em sua sociedade.

Existem vários filmes sobre Isadora Duncan e muito recentemente um filme com Lily-Rose Depp foi lançado intitulado The Dancer.

Qual dessas mulheres famosas você acha que foi retratada melhor? E quem você gostaria de adicionar à nossa lista? Conte-nos na seção de comentários abaixo.

Source :

BrightSide

Continuar lendo

Posts relacionados